14 de jul de 2017

em belo horizonte
um lugar cheio de ninguém,
de marcelo xavier


Um Lugar Cheio de Ninguém é o 21º livro de Marcelo Xavier, o 16º voltado para as crianças. Depois de sete anos, MX volta ao universo infantil explorando as aventuras de um garoto por um cenário onírico de uma cidade sem pessoas. Para comemorar esse retorno, uma grande festa com apresentação de teatrinho lambe-lambe, oficina de massinha e muito mais.

O evento marca também o aniversário de um clássico da criançada. O Dia a Dia de Dadá completa 30 anos encantando gerações e ganha uma nova edição comemorativa.

Marcelo Xavier nasceu em Ipanema, interior de Minas Gerais, em 1949. Viveu por lá até os cinco anos, quando se mudou para Vitória. Passou toda a infância no Espírito Santo e em 1961 veio para Belo Horizonte, onde mora até hoje. É formado em Publicidade pela PUC Minas e artista plástico autodidata. Já fez muitas coisas na vida. Ilustrou livros, criou e realizou inúmeros projetos gráficos, produziu e dirigiu programas para a televisão, trabalhou em publicidade, com cenografias, figurinos e adereços para espetáculos de teatro, música, dança e carnaval.

O trabalho, com ilustração tridimensional, que desenvolve desde 1986, é uma síntese de tudo isso: personagens e objetos de cena são moldados em massa plástica, montados em pequenos cenários e fotografados.

Com o livro Truques Coloridos, só com imagens feitas com massinha de modelar, estreou como autor para crianças. Entre suas obras estão O dia a dia de Dadá, Tem de tudo nesta rua, Asa de papel, TOT, Se criança governasse o mundo, que se tornaram bastante conhecidas do público e receberam importantes premiações como: Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro (1994, 2001, 2005); Prêmio APCA - Associação Paulista dos Críticos de Arte (1990, 1993); Prêmio da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (1987, 1990, 1993, 1998, 2001); Prêmio da Associação Brasileira de Escritores (1997). São, ao todo, 20 livros, sendo 15 infantis. Alguns publicados em inglês e espanhol. Um deles (Se criança governasse o mundo) já está disponível em versão eletrônica. Tanta produção coloca Marcelo Xavier como o autor de maior vendagem do selo Formato, da Editora Saraiva.

A aproximação com o público infantil acabou promovendo um intenso envolvimento do autor com a Arte Educação, sobretudo, nas oficinas de modelagem para crianças e professores realizadas por todo país. Nelas, Marcelo busca mostrar os caminhos encantados e extremamente simples da modelagem com massinha. Os participantes são estimulados, pela observação das ilustrações tridimensionais dos livros, a se entregarem a um exercício de criação individual, fazendo um boneco de massinha a partir das orientações do autor.

"Os livros são um encontro que o autor marca com o leitor, esperando que ele compareça. Se o encontro acontece, pode nascer uma forte ligação entre eles. Marquei meu primeiro livro encontro com as crianças em 1987. Ele se chamava O dia a dia de Dadá e era um livro de imagens, sem texto. Os pequenos leitores compareceram e a tal 'forte ligação' aconteceu. Outros livros vieram, sempre com ilustrações tridimensionais, feitas com massa de modelar e fotografadas. A modelagem é uma paixão antiga. Na minha infância, eu usava barro para fazer bonecos. Depois que secavam ao sol, eram pintados com aquarela. A partir dos encontros com as crianças de várias partes do país, em oficinas de modelagem, posso garantir que elas sabem das coisas e das não coisas. Crianças pensam com o coração, e têm soluções incríveis para todos os problemas. Por isso, e por puro amor, eu voto nelas!".

Contato: 31 9997-05162contato@marceloxavier.art.br





em governador valadares
sarau do psia: 7 anos,
com o poeta marcelo rocha


Sarau do Psia completa 7 anos, celebrando a felicidade de que no interior de Minas Gerais a poesia tem um público pra chamar de seu.

No dia 14 de julho, às 19 h, na Praça dos Pioneiros, durante a Festa das Flores, será realizada a 77ª edição do Sarau do Psia, encontro literário que acontece há sete anos em Governador Valadares, cidade de quase 280 mil habitantes situada no Leste de Minas Gerais.

Criado pelo poeta Marcelo Rocha em julho de 2010, o Sarau do Psia promove mensalmente em bares valadarenses o encontro de poetas e não poetas no município de Governador Valadares, estimulando o interesse pela poesia, a interação e o protagonismo da comunidade através de atividades de declamações de poemas, varais poéticos e música, contribuindo para a formação de um público amante da poesia na cidade.

O Sarau do Psia é o único sarau literário em atividade realizado periodicamente na cidade e região do Vale do Rio Doce e usa a oralidade para fazer com que a literatura chegue até as pessoas que se deslocam de diversos bairros da cidade para participar do encontro. Com isso, tem reunido a cada mês, num mesmo local, crianças, jovens, adultos, idosos, pessoas de diversas classes sociais, crenças e escolaridade.

No segundo semestre de 2017 o Sarau do Psia expandirá suas ações para a zona rural de Governador Valadares, graças ao apoio recebido pelo Fundo Estadual de Cultura, que possibilitará a realização do Circuito Sarau do Psia em distritos valadarenses.

Para a edição de aniversário, a programação contará com as tradicionais declamações de poemas feitas por poetas locais e promoverá o Intercâmbio Poético Musical Brasil X Guiné-Bissau, momento em que o público será presenteado com a presença no mesmo palco do lançamento do grupo Verso do Avesso e da apresentação de músicos guineenses.

O grupo Verso do Avesso, criado no Sarau do Psia, conta em sua formação com o poeta Marcelo Rocha (Voz/Violão/Composições/Declamações), Maurício Mansú (Violão/Arranjos), Gui Ramalho (Violão/Voz/Arranjos). No repertório do grupo, consta poemas de poetas do Sarau do Psia musicados por Rocha e poemas declamados entre uma música e outra.

Para Marcelo Rocha, o Sarau do Psia tem servido pra contrariar as estatísticas e fortalecer o poder do sonho. "O sarau tem sido uma forma de resistência. De resistir a uma ideia errada de que o povo não gosta de poesia. O que temos presenciado nesses sete anos é que, com muita luta e persistência, a poesia tem mostrado que é uma balada muito interessante e que em Governador Valadares temos sim um público que gosta de poesia. O sarau vem realizando um sonho de todo artista e evento cultural, que é o de ter um público pra chamar de seu. De conseguir construir uma relação de amor e identificação sincera com a comunidade".

Sobre o Instituto Psia
O Instituto Psia é uma associação cultural que realiza ações de incentivo à leitura e promoção da poesia em Governador Valadares/MG, desde julho de 2010. Dentre as ações realizadas, se destacam, além, do Sarau do Psia, os projetos "Poesia sim, violência não", "Campanha de Popularização da Poesia" e "Um poema em cada árvore".

Mais informações à imprensa:
(33) 98809-0229 (WhatssApp) – Instituto Psia
(33) 99989-7588 – Marcelo Rocha




em belo horizonte
sarau da palavra:
leandro alves & rogério salgado


Dia 15 de julho, de 11 h às 14 h, Leandro Alves conversa com Rogério Salgado, poeta, com 42 anos de carreira literária e muitas histórias pra contar. O convidado especial é o músico e compositor Cristiano Lima. Após o bate-papo, microfone aberto ao público.

Local: Livraria Ouvidor Savassi
Rua Fernandes Tourinho, 253 - Savassi
Tel.: 31 3221-7473




em são paulo
a tradução literária e seus
espaços de ação







intelecção de textos
em línguas estrangeiras



5 de jul de 2017

em joinville
matadouro imperfeito,
de patrícia claudine hoffmann


7 de julho às 18h | The Old McGallagher: Rua João Colin, 376




no rio de janeiro
mulherio no rio
org. dailza ribeiro

 
Sábado, 15 de julho às 14h | Rua Caio Mário 170, Gávea




em são paulo
paisagens menores:
experiência com a escrita criativa,
de geruza zelnys e alexandre filordi de carvalho







primeiramente
org. sonia nabarrete e vanessa farias

@LINK EDITORA LANÇA ANTOLOGIA DE CONTOS CONTRA O GOLPE

No próximo dia 15 de julho, a @link editora lança a coletânea de contos Primeiramente, no bar Sensorial Discos, à Rua Augusta, 2389, das 16h às 20h.

Primeiramente reúne dezessete contos, de dezessete autores, todos ambientados em uma manifestação contra o governo Temer na Avenida Paulista. Os autores, de diferentes estilos, criaram uma galeria de personagens igualmente heterogênea. Tem catador de latinha, black block, garoto de programa, seres extraordinários, idoso com Alzheimer, militar na ativa e aposentado, gente que foi à manifestação por românticas razões pessoais, desavisados que se viram, sem querer, em meio à confusão e, ainda, quem fez sua estreia em manifestações, além de personagens como uma mosca, um museu e um deus antigo.

Organizada pelas também autoras Sonia Nabarrete e Vanessa Farias, Primeiramente conta com a participação de Aline Viana, Fabio Mariano, Germano Quaresma, Gláuber Soares, Jorge Nagao, Kakao Braga, Luiz Bras, Manu Araujo, Marcilio Godoi, Maurício Kanno, Melissa Suárez, Nanete Neves, Paulo Lai Werneck, Plínio Camillo e Renato Ladeia.

Serviço
Lançamento da antologia de contos Primeiramente (14 x 21cm, 128 páginas)
Local: Sensorial Discos, Rua Augusta, 2389, Jardins
Metrô mais próximo: Consolação
Horário: das 16 h às 20h
Valor: R$ 38 (aceitam-se todos os cartões)




em piúma
II festa do livro no portinho



23 de jun de 2017

em são paulo
centralásia,
de roberto echavarren
trad. ronald polito







kii jazz: michel freidenson,
sylvinho mazzucca & duda neves







exposição:
barroco em trânsito,
na casa das rosas







na web | na argentina
língua rara,
org. bruno ribeiro



O nosso português é uma língua estranha na América Latina, pois não compartilhamos do espanhol que une o continente. Somos estranhos em nosso próprio mundo e isso explica muita coisa sobre a relação do Brasil com os nossos hermanos latinos. Pensando nessa diferença linguística, o escritor mineiro radicado na Paraíba, Bruno Ribeiro (Febre de Enxofre), organizou a antologia de contos Língua Rara, em parceria com a editora argentina Outsider. Uma antologia porteña, mas em português. Para compor a nossa língua rara, Ribeiro convocou distintos autores brasileiros, de editoras independentes a grandes, são eles: Adriana Brunstein, André Timm, Camila Fraga, Carlos Henrique Schroeder, Diego Moraes, Eduardo Sabino, Irka Barrios, Letícia Palmeira, Luisa Geisler, Micheliny Verunschk, Noemi Jaffe, Priscila Merizzio, Ricardo Lísias, Roberto Denser, Roberto Menezes e Sérgio Tavares. São 16 autores, 8 homens e 8 mulheres. Os contos passam por assuntos diversos, desde os horrores da ditadura a relatos absurdos, cômicos e inusitados. 

Clique aqui e faça o download do livro na editora Outsider.




II encontro
museus-casa literários
na casa guilherme de almeida


 http://www.casaguilhermedealmeida.org.br/programacao/ver-programacao.php?idprogramacao=590&iddata=2931





em santos
tortiletras: aula sobre o escritor chileno
roberto bolaño, por alessandro atanes







na web | em montes claros
pedaladas poéticas:
antologia do 31º psiu poético


Clique aqui e saiba como participar.

20 de jun de 2017

em são paulo
la garconière, 12ª edição
curadoria luciano cortaruas
& vanderley mendonça



Sábado, 24 de junho, das 20 h às 24 h
Estúdio Lâmina: Avenida São João, 108 - 4º andar
[Esq. Rua Líbero Badaró]
Entrada: R$ 15,00
Bar no local
Mais informações, clique aqui.




patuá'rraiá
festa junina do patuscada


Patuá'rraiá, a Festa Junina do Patuscada — Livraria, bar & café: as brincadeiras típicas das festas juninas realizadas com livros, escritores e leitores: pescaria de livros, bingo literário, correio elegante, pipocas, paçoca, vinho quente, quentão, e até barraca do beijo. A entrada é gratuita e os livros da Editora Patuá estarão à venda a partir de R$ 5,00. Na Rua Luís Murat, 40 - Vila Madalena. A partir das 16 h.




sarau gente de palavra
homenagem a rosana banharoli
apresentação: davi kinski e rubens jardim







em santos
vo zmecê,
de daniel perroni ratto







em brasília
caligrafia das nuvens,
de carla andrade


A Editora Patuá convida todos para o lançamento do livro Caligrafia das nuvens, poemas de Carla Andrade. O evento será realizado no dia 27 de junho (terça-feira), a partir das 19 h, no Martinica Café: CLN 303 - Bloco A - Loja 4 - Asa Norte. A entrada é gratuita e o exemplar estará à venda por R$ 38,00 (pagamentos em dinheiro, cartões de débito e crédito). Clique aqui para comprar no site da editora.

17 de jun de 2017

em são paulo
ladainha,
de bruna beber







blomsday







vibração e descompasso
crônicas poéticas de clara baccarin







o peso do coração de um homem,
de micheliny verunschk







em cuiabá
projeto arte da palavra,
com cezar tridapalli & carol bensimon







na web
vozes femininas na literatura periférica
curadoria jéssica balbino







em campinas
guayrá,
de marco aurélio cremasco







no rio de janeiro
tuia, tavito, guarabyra &
ricardo vignini



13 de jun de 2017

em belo horizonte
vago universo,
com elcio lucas







em joão pessoa
mais uma dose de prosa e poesia!,
com maria valéria rezende &
débora gil pantaleão







em brasília
papoulas de kandahar,
de roberto lima







em são paulo
sete — feminino de luas e marés,
de adriane garcia & cia.







quarta do sarau:
poesia, música e calor humano







em são paulo
poesia viva,
com artur gomes







doses filosóficas #1: sufismo,
com bia machado







sororidade literária:
o gênero nas linhas e entrelinhas


Itaú Cultural | Av. Paulista, 149 - Bela Vista | Sala Vermelha (piso 3)




em porto alegre
especial amor e sexo
homenagem: ana dos santos,
por gente de palavra



8 de jun de 2017

em são paulo
artefatos poéticos
com artur gomes & cia.



10 de junho | 19h | 38 Social Clube: Rua Coronel Castro de Faria, 38 - Vila Romana

Artefatos Poéticos é um convite à celebração da amizade, da poesia, da vida. Os amigos, poetas, escritores, músicos e artistas se encontram para conversar e experienciar a força da palavra em diferentes suportes, orgânicos, materiais, digitais, enfim artefatos performáticos.

Como em qualquer outro sarau, Artefatos Poéticos é uma "reunião festiva, geralmente noturna, para ouvir música, conversar, dançar", a diferença é que, nele, tudo acontece num espaço múltimidiático. Veja nossa programação: depois do brinde a Baco, a festa é inaugurada com Ira Basma movimentando as palavras em seu corpo ondulante de dançarina. Em seguida, Artur Gomes, nosso convidado especial, divide suas performances com outros poetas convidados: Claire Feliz Regina, Daniel Tomaz Wachowicz, David Kinsky, Fabiano Fernandes Garcez, Luiza de Oliveira, Manel Reis, Rubens Jardim e Sandra Caldas. Nesse meio tempo, exibição digital de poemas, em vídeos e fotos — em especial, você não pode deixar de assistir, Devorável, o videoarte de Tchello de Barros, entre outros— e a abertura de nossa primeira exposição de poesia visual, a mostra coletiva: A Imagem da Poesia, com a participação dos poetas Avelino de Araujo, Hugo Pontes, Paulo Lima, Renato de Mattos Motta, Tchello de Barros e Cesar Carvalho.
Venha conferir. Você não pode perder.

Um lembrete:
O 38 Social Clube oferece comidas e bebidas
Couvert Artístico: R$ 15,00




sarau com os alunos da
professora carol andrade







em brasília
IV elo
encontro de literatura osmaniana







no ar
revista babelicus
em português n. 3


Clique aqui e leia.




no ar
prêmio miau de literatura


Clique aqui e leia o regulamento.




na cidade do méxico
taller de escritura creativa,
com brenda ríos & verónica bujeiro






em belo horizonte
festejo da guarda de congo