24 de ago de 2017

no rio de janeiro
XVIII bienal internacional do livro 2017:
lançamentos do grupo editorial zit


 
O Grupo Editorial Zit estará presente na XVIII Bienal Internacional do Livro 2017, entre os dias 31 de agosto e 10 de setembro, no RioCentro. Entre seus eventos programados estão lançamentos de livros, palestras e bate-papos.

Dentre eles, o lançamento do livro As crônicas de Elvis: Cadillac cor-de-rosa,  do escritor Daniel Frazão (Tinta Negra)  com a apresentação da história pelo jornalista Silvio Essinger, e o bate-papo intitulado Intolerância através dos tempos, entre Luís Ernesto Lacombe e Miriam Leitão, sobre o livro Cartas de Elise — Uma história brasileira sobre o nazismo, de Luís Ernesto Lacombe (Tinta Negra), seguido de sessão de autógrafos.

Localizado no Pavilhão Azul, Rua I, nº 25, os leitores poderão conferir em suas prateleiras, livros de seus diversos selos que abrangem linha adulta, juvenil, infantil, espiritualista: Tinta Negra, Escrita Fina, Zit Editora, Nossa Casa, Novo Ser e Ao Livro Técnico.


Programação

Dia 1º de setembro (sexta-feira), das 13 às 15 horas, no Pavilhão Verde, Auditório Lapa
Palestra Sobre a arte de ilustrar livros: Graça Lima em 25 anos de estrada, ser proferida pela premiada ilustradora Graça Lima, que  é formada em comunicação visual pela Escola de Belas Artes/UFRJ, onde leciona atualmente. Ilustrou mais de cem livros e ganhou muitos prêmios, entre eles o Jabuti (quatro vezes). Recentemente, recebeu o prêmio Prêmio FNLIJ 2017 de melhor ilustração com o livro A boca da noite (Selo Zit).

Dia 03 de setembro (domingo), das 20 às 22 horas, no Pavilhão Verde, Auditório Madureira
Lançamento do primeiro volume de uma trilogia sobre Elvis Presley: As crônicas de Elvis: Cadillac cor-de-rosa (Selo Tinta Negra),  do escritor Daniel Frazão, com a apresentação do jornalista Silvio Essinger, seguida de  sessão de autógrafos.

Resultado do colossal trabalho de pesquisa desse brasileiro aficionado, Daniel Frazão narra, nesse primeiro volume, o período inicial da carreira de Elvis, a ascensão, a década de 1950, que revela facetas pouco conhecidas do "Rei do Rock". Num texto que mistura referências verídicas a toques ficcionais, com uma narrativa ao mesmo tempo leve e original, impressiona pelas minúcias, traçando um raio-x do homem por detrás do mito.

Dia 05 de setembro (terça-feira) ,das 10 às 12 horas, no Pavilhão Verde, Auditório Lapa
Palestra A literatura infantil falando de inclusão social. Bate-papo das autoras Alessandra Almeida Maltarollo (As aventuras de uma criança DOWNadinha, da Zit) e Andrea Viviana Taubman (O menino só, da Escrita Fina), sobre inclusão.

Alessandra Maltarollo é pedagoga com especialização em educação de jovens e adultos. Ela é mãe da protagonista Clarice, que tem síndrome de Down. Em suas palavras, Alessandra diz que criou o livro com o intuito de mostrar a vida de Clarice e abordar o assunto "inclusão" com otimismo. A argentina Andrea Viviana Taubman vive no Brasil desde criança, e além de escrever, faz traduções, locuções, contação de histórias e bagunças literárias, organizando e participando de eventos. É autora de livros como O menino que tinha medo de errar, A escola que eu quero pra mim e O menino só.

Dia 06 de setembro (quarta-feira), das 13 às 15 horas, no Pavilhão Verde, Auditório Lapa
O atentado de 11 de setembro como inspiração para narrativas ficcionais, com os escritores Fania Szyslow Benchimol e Luís Eduardo Matta.

Luís Eduardo Matta (O dia seguinte, da Escrita Fina) e Fania Szydlow Benchimol (O sofá laranja, da Tinta Negra) falarão sobre seus livros baseados no atentado de 11 de setembro

Fania Szydlow Benchimol é carioca e nutricionista especializada em alimentação infantil, mas sempre escreveu ficção nas horas vagas. O sofá laranja marcou sua estreia na literatura.

Luís Eduardo da Matta é romancista e ensaísta. É autor de vários livros, entre eles, os thrillers O véu, 120 horas e Ira implacável, e os juvenis Morte no colégio, Roubo no Paço Imperial e O rubi do Planalto Central. Participou de antologias de contos, como Território V, Dimensões.BR e Jogos criminais. Tem diversos artigos e ensaios publicados, a maioria no portal Digestivo Cultural.

Dia 06 de setembro (quarta-feira), das 10 às 12 horas, no Pavilhão Verde, Auditório Lapa
Aqueles que moram em mim – Palestra de autoconhecimento, sobre vícios e potencialidades, com o escritor e terapeuta holístico Carlos Assis, do selo Novo Ser. Carlos Assis é terapeuta holístico emocional, consultor de empresas e criador da Terapia das Emoções.

Dia 07 de setembro (quinta-feira),das 18 às 20 horas no Pavilhão Verde, Auditório Urca
Mesa redonda Intolerância através dos tempos, com Luís Ernesto Lacombe e Miriam Leitão sobre o livro Cartas de Elise — Uma história brasileira sobre o nazismo, de Luís Ernesto Lacombe, seguido de sessão de autógrafos.

Em Cartas de Elise — Uma história brasileira sobre o nazismo (Tinta Negra), Lacombe refaz a trajetória de sua família que viveu na Alemanha e foi separada durante o regime de Hitler. Lacombe acha que o livro chega num momento importante. Com o resultado das eleições presidenciais americanas, a decisão da Grã-Bretanha de deixar a Comunidade Europeia, com acordo de paz sendo recusado em plebiscito na Colômbia, com o crescimento da extrema direita em vários países, o jornalista demonstra preocupação. "Em vez da união, da irmandade, da queda das barreiras e fronteiras, vemos preconceito, intolerância. O livro tem uma mensagem muito clara de que devemos nos unir, de que somos todos iguais, nas nossas diferenças. A felicidade particular não basta. A felicidade plena está em olhar em volta, esticar o olhar, olhar em todo canto, e ver todo mundo feliz. Egoísmo, ódio, segregação, ignorância, tudo isso só leva o mundo ao buraco".


Assessoria de Imprensa
Nani Santoro e Nanda Dias
nanisantoro@uol.com.br | (21) 3324-5200 | 99855-1939
nandadias15@uol.com.br | (21) 2490-5354 | 99764-0655